Segunda-feira, 16 de Abril de 2012
"E que somos nós?"

 

     - Falhámos a vida, menino!

     - Creio que sim... Mas todo o mundo mais ou menos falha. Isto é, falha-se sempre na realidade aquela vida que se planeou com a imaginação. Diz-se: «Vou ser assim, porque a beleza está em ser assim.» E nunca se é assim, é-se invariavelmente assado, como dizia o pobre marquês. Às vezes melhor, mas sempre diferente.

 

(...)

 

     - É curioso! Só vivi dois anos nesta casa, e é nela que me parece estar metida a minha vida inteira!

     Ega não se admirava. Só ali, no Ramalhete, ele vivera realmente daquilo que dá sabor e relevo à vida - a paixão.

     - Muitas outras coisas dão valor à vida... Isso é uma velha ideia de romântico, meu Ega!

     - E que somos nós? - exclamou Ega. - Que temos nós sido desde o colégio, desde o exame de latim? Românticos: isto é, indivíduos inferiores que se governam na vida pelo sentimento, e não pela razão...

     Mas Carlos queria realmente saber se, no fundo, eram mais felizes esses que se dirigiam só pela razão, não se desviando nunca dela, torturando-se para se manter na sua linha inflexível, secos, hirtos, lógicos, sem emoção até ao fim...

     - Creio que não - disse o Ega. - Por fora, à vista, são desconsoladores. E por dentro, para eles mesmos, são talvez desconsolados. O que prova que neste lindo mundo ou tem de se ser insensato ou sem sabor...

     - Resumo: não vale a pena viver...

     - Depende inteiramente do estômago! - atalhou Ega. 

                                              ”

 

In Os Maias, de Eça de Queirós - cap. XVIII



Publicado por Sara Pagani às 18:07
| Deixa uma mensagem

1 comentário:
De Ana✿ a 16 de Abril de 2012 às 21:07

Uma boa aproximação à disciplina de Filosofia...

A vida nunca é o que esperamos :)

Saudades dos Maias, mas não da forma como os dei xD


Comentar post

Arquivo
Posts Recentes

Touching *.*

Esqueceste-te...

The Impossible

Alentejo Sem Lei

Coisas que chateiam um bo...

Programa para hoje

O Fim do Mundo

A culpa é da crise

Awkward Train Situations

Gestos