Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012
Pequeninos gestos

 

      Independentemente das tuas atitudes, do modo como não aceitas um "não" como resposta, do teu feitio ser o mais tramado que já vi em toda a minha vida, das mudanças de humor repentinas, do facto de nunca te contentares com o que tens, de tudo o que faz de ti o que realmente és, uma criança. Independentemente de tudo isso, pequenos gestos que tens, especialmente comigo, tocam-me de uma forma magnifica. Pequeninas acções levam-me a ter a certeza de que és uma excelente pessoa e peço desculpa se, por vezes, não te dou a atenção e o carinho que mereces. Vais crescer, mas duvido que mudes. Talvez atenue, talvez pior. De qualquer das maneiras, adorar-te-ei sempre.

 

 

PS: Podes continuar a telefonar para me perguntar como se faz aquela terrível conta de somar ou como se chama aquele osso algures na nossa perna ou como se conjuga um verbo no futuro. Gosto da sensação de me sentir uma verdadeira Einstein. *.*



Publicado por Sara Pagani às 18:23
| Deixa uma mensagem

Arquivo
Posts Recentes

Touching *.*

Esqueceste-te...

The Impossible

Alentejo Sem Lei

Coisas que chateiam um bo...

Programa para hoje

O Fim do Mundo

A culpa é da crise

Awkward Train Situations

Gestos